Psicologia Dependência emocional: a sua felicidade depende de quem?

Quando a felicidade de alguém depende de uma outra pessoa, é possível que ela seja emocionalmente dependente. Um relacionamento baseado na dependência emocional é nocivo para ambos os envolvidos, ou seja, tanto para o dependente quanto para o alvo.

 

O que é dependência emocional?

Ela é caracterizada pelo excesso de apego a outra pessoa, como cônjuge, parente, amigo. Contudo, a incidência é maior em relacionamentos românticos, onde há um maior investimento de emoções e sentimentos.

A dependência emocional ocorre quando uma pessoa passa a depender de terceiros para sentir-se feliz e tem um impacto negativo na autoestima do dependente.

 

Características de um dependente emocional

A dependência emocional não é considerada um transtorno, no entanto, pacientes com outros distúrbios como depressão e ansiedade podem apresenta-la.
De certa forma, a pessoa afetada se torna incapaz de tomar decisões sozinha e assumir responsabilidades por suas ações. Além disso, a autoestima passa a depender somente da opinião e reconhecimento de outras pessoas.

O dependente que a outra pessoa dedique todo seu tempo livre somente a ela e também pode recorrer a manipulação e chantagem emocional com o objetivo de isolar a outra pessoa para tê-la só para si. A busca por reafirmação do lado afetivo e o questionamento sobre os sentimentos do outro são comportamentos comuns.

É importante lembrar que nem sempre o indivíduo emocionalmente depende tem plena consciência sobre sua condição, mas é fato que um relacionamento mantido nesta dinâmica não é saudável, visto que sua base está nos sentimentos doentios de posse e necessidade. A demanda por receber atenção constante geralmente é motivada por insegurança ou medo irracional de perder a pessoa amada.

 

O que causa dependência emocional?

A origem da dependência emocional pode estar associada a diversos fatores, o que faz com que seja difícil de ser superada sem o acompanhamento psicológico adequado. Vamos citar alguns exemplos:

Urgência em receber amor e reconhecimento: Na maioria das vezes, a pessoa com dependência emocional também tem baixa autoestima, então busca preencher seu vazio emocional em outras pessoas, colocando a responsabilidade de completa-la em outra pessoa.

Muita insegurança: O dependente se anula para deixar o outro feliz a qualquer custo pois acredita que passará a vida sozinho se não fizer tudo e não se dedicar cegamente a quem ama. Ele não acredita em sua capacidade de ser interessante ou não admira sua própria aparência.

Dependência emocional é vista como forma de amor: É comum que o ciúme e controle excessivo sejam vistos como demonstração de cuidado.

Falta de afeto na infância: Quem foi vítima de abandono físico ou emocional na infância ou adolescência tende a tentar compensar a falta de amor na busca de um parceiro que seja capaz de amar, transformando-o em uma única fonte de apoio e afeto.

 

Será que sou emocionalmente dependente?

Na lista a seguir, dá para ter uma ideia sobre os sentimentos envolvidos na dependência emocional. Reflita se:

• Você se sente valorizado ou amado sem depender da aprovação de outras pessoas?
• Você tem medo de rejeição e, por isso, geralmente concorda com todo mundo e tenta ser perfeito?
• Você tem medo de fixar dozinho e não sabe como agir quando está só?
• Alguém já disse que você é carente?
• Você só se sente seguro sobre suas decisões após aprovação de alguém?
• Você sente abstinência na ausência da pessoa amada?
• O foco da sua felicidade está concentrado em uma pessoa só?

 

Como superar a dependência emocional?

A verdade é que, por mais fortes que possam aparentar, ninguém é totalmente independente e livre. No entanto, quando busca-se satisfazer as pendências emocionais em outras pessoas nunca conseguirá fazê-la por completo e isto porque ninguém é capaz de preencher o vazio de ninguém.

Para se livrar da dependência emocional, é imprescindível investigar as origens do apego. Isso implica em encarar de frente lembranças que podem ser desconfortáveis. Pode ser um longo processo de introspecção e construção do amor-próprio. Assim, você deixa de procurar um porto seguro em alguém e passa a ter segurança em si mesmo.

O acompanhamento psicológico é muito importante para elevar a autoestima da pessoa dependente emocionalmente, além de ajudá-la a desapegar de traumas e lembranças prejudiciais para a sua saúde mental. Assim, será possível aprender a procurar por realizações próprias e a ampliar os horizontes, priorizando a sua felicidade apesar de tudo e de todos.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios

https://www.psiseg.com.br/wp-content/uploads/2020/03/psiseg_logo_braco_m.png

Visite-nos nas redes sociais:

https://www.psiseg.com.br/wp-content/uploads/2020/03/psiseg_logo_braco.png

Visite-nos nas redes sociais:

© Copyright 2021 – PSISEG – Todos os direitos reservados.

© Copyright 2021 – PSISEG – Todos os direitos reservados.