Psicologia Como reconhecer um relacionamento abusivo

O relacionamento abusivo é um problema bastante presente em nossa sociedade. Você pode estar presente e/ou conhecer alguém que esteja, e podemos defini-lo como uma relação discrepante de poder. Supostamente, os envolvidos mantêm um convívio com suposta afinidade. No entanto, existe uma situação de submissão perante a outra parte.

O abuso dentro do relacionamento não se limita a um gênero. Podendo ser praticado tanto por homens, quanto por mulheres. Contudo, em razão da estrutura social machista, na maioria dos casos, a vítima acaba sendo a mulher. Segundo estimativa da Organização das Nações Unidas (ONU), no ano de 2020, 243 milhões de mulheres e adolescentes de 15 a 49 anos foram submetidas a violência sexual e/ou física por um parceiro íntimo.

 

Tipos de violência em relacionamentos abusivos

Dentro da dinâmica de um relacionamento abusivo existe pelo menos um destes tipos de violência:

  • Emocional ou Psicológico: Caracterizado pela presença de xingamentos, excesso de instabilidade emocional, humilhação. Geralmente, se apresenta de forma sutil, o que dificulta sua percepção. Este tipo de abuso costuma fazer a vítima questionar a si mesma e duvidar de seu potencial.

 

  • Física: Puxar o braço, beliscar, segurar forte ou usar de força física para te acalmar, assim como descontar raiva batendo em mesas, portas e objetos. A agressão física não é caracterizada pelo espancamento, mas pode iniciar de um tapa ou um empurrão.

 

  • Sexual: Ocorre quando a pessoa se sente forçada a fazer algo que não gostaria através de chantagem, ameaças, manipulações e mentiras, abrir mão de sua vontade para agradar o parceiro e evitar discussões ou conflitos. Ou seja, não acontece apenas quando há um estupro.

 

  • Financeira: Começa de forma sutil, quando o parceiro controla através de dinheiro e presentes provocando uma dependência naquela situação. Na rotina, a outra pessoa toma todas as decisões financeiras, além da prática de ações como reter cartão de crédito, provocar a demissão da parceira, determinar como gerir o salário, etc.

 

  • Tecnológica: Envolve o controle velado de recursos tecnológicos, como redes sociais, insistência para obter senhas, monitoramento de celular, instalação de câmeras e controle de comunicação.

 

  • Patrimonial: Dentre os tipos de violência, é o menos conhecido. Consiste em ocultação e/ou destruição de bens, objetos e documentos.

 

Sinais de alerta:

Agora que já tratamos sobre os tipos de violência que podem indicar um relacionamento abusivo, vamos apontar mais tópicos que podem auxiliar a identificação deste tipo de situação. Fique alerta caso o seu parceiro:

  • Diminui suas conquistas.
  • Ridiculariza coisas pelas quais você se interessa.
  • Afirma que ninguém te amará como ele te ama.
  • Faz o possível para te afastar de seus amigos e familiares.
  • Justifica o descontrole porque estava bêbado ou estressado.
  • Proíbe o uso de determinadas roupas ou a companhia de certas pessoas.
  • Vive pedindo desculpas, mas não muda o comportamento.
  • Costuma de deixar, insegura, triste, com medo e com baixa autoestima.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios

https://www.psiseg.com.br/wp-content/uploads/2020/03/psiseg_logo_braco_m.png

Visite-nos nas redes sociais:

https://www.psiseg.com.br/wp-content/uploads/2020/03/psiseg_logo_braco.png

Visite-nos nas redes sociais:

© Copyright 2021 – PSISEG – Todos os direitos reservados.

© Copyright 2021 – PSISEG – Todos os direitos reservados.